AirBnb regista aumento na procura nacional.

O aumento das temperaturas, o desconfinamento e a evolução favorável da pandemia, estão a gerar um aumento da procura nacional na plataforma de reserva AirBnb.

Segundo dados divulgados pela plataforma, no mês de Maio, em particular na segunda quinzena, houve um aumento significativa da procura nacional, comparativamente ao ano de 2019.

O destino é Portugal, moradias ou apartamentos espaçosos, piscinas privadas, grupos maiores e estadias mais longas, esta é a tendência. Destinos como Santarém, Coimbra, Beja e Braga são alguns exemplos de locais procurados. A região do Douro regista também uma elevada procura, e na região do Algarve a procura incide nos alojamentos inteiros como vivendas com piscina.

A Covid-19 irá criar a tendência do turismo doméstico. Portugal, à semelhanças de muitos países da UE, como a França por exemplo, apelam ao turismo doméstico. As deslocações de férias para o estrangeiro não são agora aconselháveis.

O turismo é para muitos países, incluíndo Portugal, uma actividade com um peso brutal na economia. Apesar das tentativas de reanimação do sector, a maioria dos negócios, em particular os mais direcionados para o turismo de massas e localizados nas zonas que habitualmente registam a maior procura, como é o caso de Lisboa, sentem uma redução drástica na procura.

Muitos espaços, depois do cancelamentos de todas as reservas, não registam qualquer sinal de recuperação. O sector do Alojamento Local nas grandes cidades, depois de anos em ascensão, está agora em plena crise e as expectativas para o futuro próximo não são em nada animadoras.

A Camara Municipal de Lisboa tenta canalizar os imóveis do Alojamento Local para o mercado de arrendamento de lona duração através do programa Renda Segura. A ALEP tem estado a acompanhar a situação e ciente da crise que se instalou no sector, tem apoiado e esclarecido os proprietários, apontando outras solução como o mercado de média e longa duração.

Muitas companhias aéreas manifestaram já a intenção de repor alguns voos e a redução da capacidade dos aviões foi já excluída, até porque, era incomportável para as companhias aéreas avançar com os voos comerciais neste modelo. Muitos países, como é o caso de Espanha, têm como data de retoma do turismo, o mês de Julho.

Verdade é, que a incerteza do turismo, tem deixado muitos negócios à beira de um ataque de nervos.

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *